O apontador e os dedos alheios

“O drama da internet é que ela promoveu o idiota da aldeia a portador da verdade” – Umberto Eco.

A questão a ser colocada, a partir das redes sociais é: quanto estamos preparados para conviver, não com a liberdade de expressão, que todos defendemos, mas com o acesso irrestrito a ela e com as críticas, dele decorrentes?

O poder nunca esteve. O poder em todas as suas formas de expressão. Inclusive o 4º poder.

O que assistimos da parte dos detentores de poder, a partir do advento das redes sociais?

Há os que recorrem aos tribunais contra seus críticos e há os que mandam prendê-los por ato de ofício. Há os que os matam em tocaias. E há os que vedam as portas e janelas e os próprios ouvidos para não os escutar.

Esses últimos, por certo,  não atentam contra a liberdade de expressão. Apenas a evitam em relação aos outros. Humano, essencialmente humano – o diabo são os outros.

noblat

Blog do Noblat

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s