“João e o beduíno” – o conto de fadas macabro da Folha de São Paulo

Era uma vez um menino chamado João. Um dia, dois beduínos pegaram João pelos braços e o levaram para a “terra do nunca”, onde vivem os meninos pedidos.

Habib´s

João era da Brasilândia e tinha 13 anos. E assim será pela eternidade, por mil e uma noites.

João tinha os dentes quebrados e não tinha escola. Ou tinha, mas ela não o atraia. A rua atraia.

João tinha pai e mãe separados. Uma irmã de 17 anos grávida e uma mãe grávida também.

Quando tinha fome, João pedia comida. Mas não pedia para o pai catador de sucata. Já aprendera que pedir o impossível não é para quem é pobre.

João pedia comida para quem tinha pão, mas não tinha fome… de justiça. Seu erro fatal.

Um dia, dois beduínos pegaram João pelos braços e o levaram para a “terra do nunca” onde vivem os meninos pedidos.

A Brasilândia não deixa de ser a “terra do nunca”. Mas João foi levado para o lado dos mortos da “terra do nunca”. De onde ninguém nunca voltou.

João morreu.

Não, a história de João não pode ser descrita em um livro infantil. Mas é tão comum por aqui que foi assim que a manchete da Folha de São Paulo a descreveu:

“Morto em frente a Habib’s, garoto empinava pipa e usava lança-perfume”.

Nessa manchete não há menino morto aos 13 anos. Há somente “morto”. Poderia se referir a um animal qualquer que antes estivesse vivo e agora está “morto”.

Nem há funcionários do Habib´s perseguindo um menino, arrastando seu corpo agonizante e o abandonando na calçada. Não, nem há o Habib´s. Há apenas o “morto na frente do Habib’s”.

Causa mortis? Drogas.

Não há perseguição de homens a meninos. Há apenas uma ”confusão na lanchonete”.

As imagens da realidade não interessam nem a Folha e nem a seus anunciantes.

A Folha preferiu escrever um macabro conto de fadas.

PS1: Otávio Frias Filho – o dono da Folha de São Paulo – escreve livros de literatura infantil. Mas não os escreve para o João da Brasilândia. Escreve-os para os filhos de Alberto Saraiva.

Alberto Saraiva – o dono do Habbi´s – escreve livros de autoajuda na primeira pessoa. Não creio que servissem de qualquer ajuda para o João.

Literatura inútil.

PS2: aviso importante – nem todo Saraiva é neto do meu avô. Esta Oficina tem um nome e uma tradição a zelar.

Anúncios

1 comentário

  1. PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PUTAQUEOPARIU!!!PU

    “O Brasil que ignora o assassinato de um menino no Habib’s tira selfies com o goleiro Bruno. Por Donato”
    > http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-brasil-que-ignora-o-assassinato-de-um-menino-no-habibs-tira-selfies-com-o-goleiro-bruno-por-donato/

    JUSTIÇA!
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2017/03/07/justica/

    PUTAQUEOPARIU!!!

    “O pré-sal, que Parente cede a estrangeiros, já é 50% da produção nacional – TÁ ENTENDENDO? ASSIM É. PAÍS SEM PUDOR!”
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2017/03/06/o-pre-sal-que-parente-cede-a-estrangeiros-ja-e-50-da-producao-nacional/

    “…A produção de petróleo nos campos do pré-sal já representa quase a metade da produção total de petróleo no Brasil. Em janeiro deste ano, a produção em 73 poços no pré-sal atingiu 1,27 milhão de barris por dia, o que representa 47,4% do total produzido nacionalmente.
    Em relação a janeiro de 2016, a produção de petróleo no primeiro mês deste ano cresceu 14,2%, com impulso das áreas do pré-sal, que registrou novo recorde. Somando petróleo e gás natural, o pré-sal em janeiro produziu 1,588 milhão de barris de óleo equivalente por dia, alta de 1,1% em relação a dezembro.
    Leia mais sobre os dados da produção de janeiro na reportagem da Reuters: …”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s