O “negro fugido” – ou por que Temer não é Carlos Magno, nem D. Pedro II

Como um imperador deposto, alquebrado e senil deu a Michel Temer uma lição sobre a liturgia do cargo.

temer-o-primeiro-da-fila

Outubro de 2016 (Folha)

Estas eleições municipais de 2016 aqui em São Paulo deixam para a história uma cena anedótica que seria cômica se não fosse trágica e repetitiva. O presidente fujão.

Temer muda horário de votação para escapar de protestos em São Paulo

O presidente Michel Temer mudou o horário em que havia programado votar neste domingo (2) em São Paulo para escapar de protestos de estudantes, que o classificam de golpista. Ele foi um dos primeiros a votar na PUC (Pontifícia Universidade Católica), em Perdizes, na zona oeste de São Paulo, às 8h, logo após as urnas eletrônicas terem sido ligadas.

A assessoria da Presidência informara a imprensa que Temer votaria às 11h.

“esculacho” contra Temer havia sido programado por estudantes da PUC, universidade em que ele foi professor de direito constitucional, conforme revelou a coluna de Mônica Bergamo sábado, dia 1º.

Um dos organizadores do protesto, Vitor Marques, estudante de direito da PUC e secretário municipal da Juventude do PT, criticou a estratégia de fuga do presidente: “Na festa da democracia, Temer entra pela entrada que a história reservou a ele: a porta dos fundos. Lamentavelmente temos um presidente que não respeita a democracia e por isso tem de votar escondido”.

Temer não quis falar com jornalistas.

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) afirmou que Michel Temer “não quis fugir” de protestos ao antecipar o horário de sua votação e que o presidente não vai “marcar encontro com manifestantes”.

d-pedro-ii-e-a-familia-imperial-do-brasil

Novembro de 1889 (Veja)

Consumado o golpe que derrubou o segundo império no Brasil, o militares decidiram expulsar do país D. Pedro II e a família imperial.

Na madrugada de 17 de novembro de 1889, o tenente-coronel João Nepomuceno de Medeiros Mallet, falando em nome do governo provisório, queria que o soberano destronado, sua mulher, a imperatriz Tereza Cristina, sua filha, a princesa Isabel, seu genro, o conde D’ Eu, e seus quatro netos embarcassem para o exílio naquele momento – às duas horas da manhã.

O objetivo declarado dos republicanos era evitar que, num embarque durante o dia, simpatizantes mais exaltados do novo regime hostilizassem o monarca e seus familiares. O objetivo real era o oposto exato: tornar mais difícil que viessem à tona manifestações de solidariedade a D. Pedro II.

O almirante Artur Silveira da Mota, o barão de Jaceguai, amigo da família imperial, ainda tentou ajudar Mallet a dobrar o imperador, dizendo que se temiam manifestações de estudantes. “E quem faz caso de estudantes?”, irritou-se o deposto – “Não sou negro fugido, não embarco a esta hora”.

Carlos Magno de Tietê

“Negro fugido”, o imperador cometia uma involuntária auto ironia. Não havia mais tal necessidade de fuga para a liberdade. Era recente, coisa de ano e meio, mas não havia mais. Sua filha, a Princesa Isabel, parecia saber que deixavam o país, em boa parte, por causa disso: “Talvez seja devido a essa lei que estejamos indo para o estrangeiro, mas se as coisas fossem repostas, não hesitaria em assiná-la novamente”, disse a princesa, apontando para a mesa na qual havia mandado gravar no mármore a data de 13 de maio de 1888 – data da assinatura da Lei Áurea.

Decrépito – alquebrado e senil – o Imperador embarcou assim mesmo. Pouco entendia do que estava acontecendo, oscilava entre o torpor, os lapsos de memória e a introspeção que o distanciava da realidade. E, embora ainda lhe restasse a noção de grandeza que a liturgia do cargo lhe conferia e lhe cobrava, já não era imperador nem de si mesmo.

Tampouco Michel Temer, que em sua auto imagem enxerga-se como Carlos Magno – imperador dos Romanos que Temer confunde com o Rei Arthur – Temer é também dado a mesóclises e a lapsos de memória, é senhor de qualquer coisa.

Falta-lhe o sentido de grandeza para ser algo mais do que decorativo e fujão.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s