Empresa investigada na Lava Jato paga comemoração da Folha

A construtora Odebrecht está bancando parte das comemorações dos 95 anos do jornal Folha de São Paulo.

Otávio e Marcelo

Trata-se de um encontro de jornalistas que ocorre no MIS – Museu da Imagem e do Som em São Paulo, entre 18 e 19 de fevereiro de 2016. Nomes, tais como, Reinaldo Azevedo e Josias de Souza estão envolvidos no caso. Outro envolvido é o economista Eduardo Giannetti que orientou a pré-campanha de Marina Silva, então no PSB, nas eleições de 2014.

A Odebrecht está sendo investigada na Operação Lava Jato por pagamentos de propinas à diretores da Petrobras. Seu presidente, Marcelo Odebrecht, inclusive, está preso em Curitiba por determinação do juiz federal Sergio Moro. Recentemente, Moro autorizou o uso de documentos enviados pela promotoria pública da Suíça nas ações penais contra a Odebrecht.

A Odebrecht já esteve envolvida em outras formas de patrocínio que geraram polêmicas. Foi o caso das viagens do ex-presidente Lula para supostas palestras em países como Cuba e República Dominicana.

Documentos obtidos comprovam o patrocínio da Odebrecht às comemorações da Folha e apontam para que a decisão pela aceitação dessa forma de contribuição foi tomada ao nível da cúpula do jornal, ou seja, com a aprovação de Otavio Frias Filho – diretor de redação.

Veja abaixo:

Folha 95 encontro

Outro lado

Após a publicação deste texto, a Folha se manifestou sobre o assunto na coluna da ombudsman de 21 de fevereiro de 2016 e através de nota oficial de seu editor-executivo, Sérgio Dávila.

Abaixo, extratos das duas manifestações.

Da ombsdman:

Precisamos falar sobre a Odebrecht – A Folha promoveu na quinta e sexta-feira últimas um ótimo ciclo de debates para celebrar os 95 anos de existência do jornal… Dito isso, acho que o episódio enseja uma discussão maior e mais urgente, que precisa ser feita com franqueza, transparência e sem o discurso fácil dos virtuosos de ocasião… Todos os meios desenvolvem projetos viabilizados pelo dinheiro de grandes corporações, sejam cadernos especiais, eventos, cursos de formação. Para ficar apenas nos jornais, a satanizada Odebrecht patrocina o programa de treinamento da Folha (juntamente com a Friboi e a Philip Morris), de “O Estado de S. Paulo (em parceria com a Philip Morris) e do curso de jornalismo da Editora Abril (com a BRF e a Heineken). A mesma empreiteira patrocinou no final de janeiro um seminário sobre os Jogos em “O Globo”.

Da nota do editor-executivo:

“O Encontro Folha de Jornalismo teve como patrocinadores a Fiesp e a Odebrecht… Não há motivo para discriminar anunciante ou local onde o anúncio será veiculado. O jornal acredita também que a saúde financeira da empresa é fundamental para sua independência editorial. Parte dessa saúde resulta de uma carteira variada de anunciantes.”

 

PS1: agradecimentos à sugestão involuntária da colega Claudia Toni no Painel do Leitor da Folha de São Paulo.

PS2: esta Oficina parabeniza a Folha pelos seus 95 anos de existência.

PS3: esta Oficina cultiva a ironia mas mantém-se crítica à manipulação da informação, além de apoiar o Movimento Golpe Nunca Mais.

golpe nunca mais1

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s