Tempo algum.

 

Imóvel como tudo que é sólido,

o primeiro segundo é o único segundo.

Eterno.

O tempo não passa.

Em nossa ilusão de sê-lo transitório,

passamos todos por ele.

Que como um busto na praça

ou o portal do cemitério,

espera sempiterno

ver passar o féretro da próxima geração.

Os olhos do meu pai morto cruzam

o olhar do meu neto falecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s